volta ao índice das edições de 2001 EDIÇÃO n.º 17 (Maio de 2001)
 
POR AMOR DE DEUS NÃO LEIA:
EDITORIAL: Para quem escrevemos?
Somos aconselhados a procurar "chegar mais ao leitor comum, ao grande público". Só que "chegar mais ao leitor comum" ou ao "grande público" significa descer os degraus da mediocridade, baixar a bitola da temática e da abordagem ao nível do lodo e fazer um ou outro frete à omnipresente pimbalhice. Vão bater a outra porta!
Editorial de Rui Ângelo Araújo
PROVOCAÇÕES: A literatura transmontana
O Eito vai iniciar-se na crítica literária. Vai competir com o sr. Padre Minhava. Nesta edição, para definir o ângulo de incidência e o âmbito da crítica, Rui A. Araújo introduz-nos naquela que apelidaremos de «literatura transmontana», a literatura que se faz em Trás-os-Montes.
Texto de Rui Ângelo Araújo
Ilustrações de Paulo Araújo
ENTREVISTA: Anabela Mota Ribeiro
A entrevista que vai ler transcreve apenas uma conversa com alguém que, tendo-se iniciado nas lides profissionais por terras transmontanas, soube criar e agarrar oportunidades, soube crescer e libertar-se de espartilhos, soube cultivar-se e aprofundar conhecimentos, soube transformar-se numa profissional requisitada. Quantos podem dizer o mesmo?
Entrevista de Rui Ângelo Araújo e Carlos Chaves
Fotografias de Paulo Araújo
HISTÓRIA: O testamento
Antes de pensar em suicidar-se naquele Verão de 1907, Bonifácio Alves Teixeira deixara no seu testamento mais do que "um exemplo de benemerência": um tratado sobre a natureza e a mentalidade humanas — entre o pensamento e a praxis.
Texto de Luís C. Teixeira
Fotografias de Paulo Araújo e Arquivo do Centro de Formação
CONTO: A consulta
«Passo agora a contar-lhe a história da minha vida. Alguns pormenores parecer-lhe-ão insólitos, mas não julgue que são ditados pela voz de uma loucura inconsciente. A loucura que me atravessa é real; no entanto, sei olhá-la de fora e descrevê-la de uma plataforma de supra-normalidade.»
Conto de José Ferreira Borges
Ilustração de Francisco Lameirão
CRÓNICA INCOMUM: Dores do corpo e da alma
A minha avó sabia talhar muitos males e achaques.
Texto de Manuel Alberto Guedes

CRÓNICA DE VIAGEM: Impressões gregas
É uma grande ideia avaliar as coisas com os nossos próprios olhos.
Texto de Nelson Pereira

PROFISSÕES: Segurar os alfinetes com os lábios
Eurico Notário, estilista.
Texto de Luís C. Teixeira
Fotografias de Rui Ribeiro e Paulo Araújo

REPORTAGEM: As artroses da Padeira de Aljubarrota
Pessoal médico espanhol em Trás-os-Montes.
Texto e fotografias de Rui A. Araújo e Carlos Chaves

ENSAIO: Educar para a criatividade
Um ensino artístico de qualidade, oposto a uma abordagem excessiva e deficiente do desenho geométrico.
Texto de Rui Duarte
Ilustrações de Duarte Filipe e Renato Alexandre

CADERNOS DE VIAGEM: Lyon
Incrível que as nossas cidades existam em Lyon sem ti.
Texto de Maria Filomena

PRO(E)S(I)A: Meia dúzia de momentos
Eu fingia que deixava a rotina, iludindo-me com outra rotina qualquer.
Texto de Vítor Nogueira

1, 2, 3, CARICATURA: O Profeta e a Loa Nova
Naqueles tempos vivia em Bragança um homem chamado Fernando, da tribo dos Cepedas...
Texto de Fernando Gouveia e Rui Ângelo Araújo
Caricatura de Paulo Araújo

'Andarilho', símbolo do EITO FORA
Campanha 'Integração de Refugiados na União Europeia'

EITO FORA: transmontano sem preconceitos

vai para o topo da página Participaram neste número: Carlos Chaves, Duarte Filipe, Fernando Gouveia, Francisco Lameirão, José Ferreira Borges, Luís C. Teixeira, Manuel Alberto Guedes, Maria Filomena, Nelson Pereira, Paulo Araújo, Renato Alexandre, Rui Ângelo Araújo, Rui Duarte, Rui Ribeiro e Vítor Nogueira.