Entrada seta O que é um mito?
O que é um mito?
Com muitas semelhanças em relação à lenda, o mito é uma narrativa respeitante a uma comunidade ou a um País, onde, geralmente, intervêm personagens com poderes sobrenaturais, isto é, poderes não acessíveis ao comum dos humanos. Estas personagens, também conhecidas como “seres míticos”, construíram grandes pontes ou montanhas, desviaram rios, transformaram paisagens, libertaram aldeias e vilas, etc.

            Os mitos são, por isso, um elo poderoso de ligação entre o passado, o presente e o futuro no seio das respectivas comunidades. Daí que estas realizem, ciclicamente, festas e rituais (ou ritos), que, na realidade, são formas de manter vivas algumas destas histórias e as memórias que contêm.

 

(in Alexandre Parafita “Histórias de arte e manhas”, Texto Editores, Lisboa, 2005, p. 31)

 

 

       O que são seres míticos?

            São figuras sobrenaturais que intervêm, como personagens principais ou secundárias, nos contos populares, nas lendas e, sobretudo, nos mitos. Mouras encantadas, ogres, olharapos, duendes, lobisomens, diabo, bruxas, fadas e almas penadas são alguns dos seres míticos que fazem parte da literatura oral tradicional.

São igualmente famosos na cultura ocidental os seres míticos da antiguidade greco-romana (os centauros, os ciclopes, os sátiros, os cercopes...). E não menos conhecidos são também os seus mitos: “A Caixa de Pandora”, “O Rei Midas”, “O Palácio de Circe”, “A Cabeça de Medusa”, entre muitos outros.

 

(in Alexandre Parafita “Histórias de arte e manhas”, Texto Editores, Lisboa, 2005, p. 31)
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

Publicidade

Advertisement

Poesia

O menino dorme

O  Menino já nasceu,
Deixai-o estar sossegado
Na sua caminha de oiro
Com a mãe e o pai ao lado!

Vai-te embora rouxinol
P’ra longe desse loureiro,
Deixa dormir o Menino
Que está no sono primeiro!

Tu também, ó cotovia,
Já são horas de parar!
Se não paras, o Menino
Não tarda, vai acordar!

E tu, ó melro atrevido,
Que te escondes no silvado,
Vem só cantar ao Menino
Quando estiver acordado!

O Menino dorme, dorme,
Naquele sono profundo...!
Quando mais logo acordar
Vai sabê-lo todo o mundo!

Alexandre Parafita
in “Histórias de Natal contadas em verso”,

Âncora Editora, 2000)

 
JSN ImageShow - Joomla 1.5 extension (component, module) by JoomlaShine.com

Links interessantes

Loja Online
Forum Trás-os-Montes
image016.jpg

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje7
mod_vvisit_counterOntem107
mod_vvisit_counterEsta Semana674
mod_vvisit_counterEste mês3409
mod_vvisit_counterTodos295405

[+]
  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Increase font size
  • Decrease font size
  • Default font size
  • fresh color
  • warm color